De opções binárias

Ex-JPMorgan defende Bitcoin como alternativa ao Risco Brasil

Share this article

Quem não quiser mais estar exposto ao Risco Brasil deve apostar no Bitcoin. Foi o que afirmou Andrey Nousi, ex-VP do JPMorgan. Para tentar negociar com criptomoeda, preste atenção à funcionalidade Unick Forex. Com isso, ela é a quarta plataforma a lista o fundo.

Ex-JPMorgan defende Bitcoin como alternativa ao Risco Brasil

Em uma videoconferência promovida pela gestora de criptoativos QR Asset Management, o economista falou sobre formas de proteger o patrimônio e os investimentos durante a crise. Para entender melhor o que é bitcoin e como você pode ganhar dinheiro na troca de criptomoedas, recomendamos a plataforma Mercado Bitcoin.

BTC é solução para quem quer evitar risco

De acordo com um comunicado encaminhado ao CriptoFácil nesta segunda-feira (5), durante a reunião, Nousi defendeu o criptoativo é como um alternativa ao Risco Brasil.

Nesse sentido, ele destacou:

“O avanço das criptomoedas é notório. Passou por um momento de bolha em 2017 e 2018 e agora está muito melhor, uma vez passada aquela euforia irracional. E agora está sendo muito mais aceito até mesmo pelos big players”, disse.

Nousi também ressaltou que, quando o investidor não quer mais estar exposto ao risco, ele manda seu dinheiro para fora.

“Agora, o que você vai fazer com esse dinheiro? Existe uma série de oportunidades, como ouro, dólar e Bitcoin”, observou.

Entretanto, embora especialistas apontem o Bitcoin como uma reserva de valor melhor que ouro e dólar, principalmente nesse momento de instabilidade, Nousi segue acreditando que a economia dos EUA ainda é a mais forte do mundo.

Portanto, garante o dólar como ativo de reserva:

“Com o aumento da dívida pública americana via injeção de dinheiro, jorrou dinheiro na economia. O mercado olha e pensa ‘se tem muita oferta de papel, a tendência é esse papel perder valor daqui para frente’. Mas a economia americana ainda é a mais forte do mundo”, ressaltou.

Barreiras para aceitação do Bitcoin

Por outro lado, pesquisas recentes mostram que o ouro e o dólar não são mais moedas tão fortes como antes.

Prova disso é que os investimentos em ouro têm ficado menos valiosos. Além disso, o poder de compra de uma onça de ouro e de um dólar tem diminuído ao longo do tempo.

Sobre isso, Nousi destacou que ainda existem barreiras para aceitação em massa do Bitcoin e de criptomoedas:

“Um dos maiores problemas para a aceitação do mainstream é o conhecimento. As pessoas não gostam de investir no que não conhecem. Tem um trabalho forte de educação para ser feito. Mas, a partir do momento em que se entende os benefícios que existem ali por trás, fica clara a decisão de que é algo que veio pra ficar.”

“Bitcoin é o e-mail, Ethereum é a internet”, afirma regulador dos Estados Unidos
Chefe da TelexFree será extraditado para os EUA, autoriza STF

Últimas notícias

No results found

Opções Binárias Brasil

No results found

Forex Brasil

You May Also Like

Menu